Carolina Botura

As coisas quando não são mais elas

As_coisas_quando_não_são_mais_elas_1928_

Carolina Botura (Botocatu, São Paulo, 1982)

 

Graduada em Escultura e Pintura pela Escola Guignard (UEMG, 2010-2015) e com passagens pelo curso de Letras, Literatura e Alemão (UFMG e UFOP, 2008-2010), Carolina Botura é uma das idealizadoras da Vespa – Via de Experimento em Performance e Ação e da  Ex tre ma  - Residência Artística e Festival de Punk Metal Noise e Música Experimental, sendo ainda integrante dos projetos sonoplásticos B∆siLåbUsi e O∆H.

 

Entre as suas coletivas em 2017, destacam-se: Fime - Festival Internacional de Música Experimental de São Paulo, Corpo-Presente - Residência Desenha  (Galeria de Arte do Sesiminas, Belo Horizonte), Vespa: Perfura - Perfura: Atelier de Performance (Sesc Palladium, Belo Horizonte), Videoformes Brazil (França), Mostra de Vídeo TimeLIne - Sesc Palladium, Belo Horizonte e Vespa Lo.cura LO_cuRa - (Galeria de Arte do Sesiminas, Belo Horizonte).

 

Em 2017, realizou as individuais Casa Para Um Animal na Galeria do BDMG Cultural (Belo Horizonte) e “∆” no  Espaço L∆V∆ (Belo Horizonte).

 

Em 2016, esteve em outras coletivas na Ex tre ma - Residência Artística e Festival de Punk Metal Noise e Música Experimental (Minas Gerais), II Prêmio Camelo de Arte Contemporânea (Belo Horizonte), O∆H - Flecha - Teatro de Bolso do  Sesiminas (Belo Horizonte), III Festival de Videoarte  MoveMundo (Minas Gerais), Residente da MIP - Manifesto Internacional de Performance (Belo Horizonte), Vocación de Fracasso (Quito, Equador) e Salão Nacional de Artes da Colômbia. Não Alimente as Esperanças - Intervenção Urbana - Mídias Táticas (Belo Horizonte), Ruído Gesto - Festival de Performance e Vídeo-Performance (Porto Alegre), Residência e Festival Mulheres Cisperformers - Perpendicular Faz Curadoria (Belo Horizonte), Cine de Rua Feminista - Virada Cultural (Belo Horizonte), II Mostra Feminista de Arte e Resistência (Belo Horizonte), Festival Instantâneo  de Performance Urgente- Quarta Função (São Paulo), II Festival Internacional de Performance/Ação/Sonora/Vídeo - Vespa FX2, Saldo Positivo - Mega Saldão Casa Camelo (Belo Horizonte).

 

Em 2015, destaca-se na Residência Artística Línea Imaginária - La Multinacional (Quito, Equador), que a levou ao Hélice - Festival Internacional de Performance de Quito. Já em 2014, esteve na Residência em Ação e Performance - Co-Habitar al Cuerpo (Valparaíso, Chile).

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/2